sintonia

 

Gosto muito de ti.

Só assim, tinha escrito o Rodrigo no caderno. Na falta de palavras e inspiração ainda desenhou, uma flor amarela, uma fita azul e um coração vermelho, mas apagou tudo. O trabalho de 4º ano era escrever uma carta, só palavras, sem desenhos, para o dia dos namorados.

A professora foi clara : ” – Quero uma folha do caderno, toda preenchida e sem erros… Ah… Não se esqueçam da data por extenso.”

“Gosto muito de ti.”

Era só o que lhe ocorria. A professora queria mais; queria saber como a turma juntava as letrinhas e a imaginação, mas ele só queria declarar-se à Rita, por quem se tinha apaixonado no recreio. Este trabalho de casa só vinha baralhar tudo. Tinha agora que inventar numa folha inteira, sem erros e com a data por extenso. À falta de palavras, teve uma ideia. Esboçou numa folha um coração e lá dentro, repetiu até encher o espaço, “Gosto muito de ti!, Gosto muito de ti!…” 85 vezes.

No final acrescentou: “- Gostar de alguém é bom.”

Ao corrigir os trabalhos, a professora deixou de lado dois cadernos. Num tinha o coração do Rodrigo, no outro havia uma frase: “- Quando se gosta mesmo, não é preciso palavras, basta um desenho” e lá estava, uma flor amarela, uma fita azul e um coração grande vermelho. Ass: Rita

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s