Porto Covo

 

Está tanto frio por aqui no Alto Alentejo que senti saudades da areia quente da praia, de me estender ao sol e lembrei-me do Alentejo Litoral, das praias de Porto Covo, do calor que fazia de dia e do frio que à noite nos convidava a vestir uma camisola de lã. Aquelas rochas que formavam uma parede numa das praias, a maior, da qual corria uma cascata de água doce que recebíamos com grande agrado para expulsar o sal do corpo. Os gelados de cone, os únicos da vila… e a casa de barra azul (uma daquelas que aparecem ao longo do vídeo) com tectos forrados com canas onde dormíamos e comíamos, onde comíamos e dormíamos, porque o resto do tempo passávamos ao ar livre… durante 15 dias! Estas férias aconteceram nos finais dos anos 80!

Ah! Esquecia-me dum pormenor! Das lapas que viviam coladas às rochas e que eu percorria, na maré vazia, procurando as mais desprevenidas, porque “dormiam” ao sol deixando uma “fisga” (como se chama por cá a uma “fresta”, a uma “abertura”) entre a sua carapaça e a rocha. Eu, com a destreza adquirida com já algumas horas acumuladas de experiência, descolava-as com os dedos e…comia-as, assim, cruas!!

Advertisements

4 thoughts on “Porto Covo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s