Le Grand Montaigne

 

Há pouco, quando estávamos a jantar, a minha filha, que vai ter a disciplina de Filosofia pela primeira vez no próximo ano lectivo, perguntou-me do que tratava a disciplina de Filosofia. Eu respondi-lhe com uma pergunta:

– Para ti, o que significa “Eu só sei que nada sei?”

ela respondeu:

– Quanto mais conhecimentos nós temos, mais sabemos que não temos respostas.

Depois perguntou-me o que significava aquela frase para mim. Eu respondi propositadamente da seguinte forma:

– Quem pensa que tudo sabe, fecha as portas ao conhecimento.

Depois expliquei-lhe que, para mim, Filosofia é um desafio, pois obriga-nos a sair da nossa zona de conforto, ficamos cheios de dúvidas e, tal como a Matemática, ela  treina o nosso  pensamento na procura de soluções perante situações mais ou menos complexas do nosso dia a dia.

Neste últimos dois dias tenho reflectido muito sobre a felicidade, sobre o estado da educação, sobre a politica, sobre  as características prisioneiras e castradoras da nossa sociedade, sobre meu trabalho, sobre o desânimo, sobre as minhas incertezas. Mas, hoje ao fim do dia, depois de uma sequência de bons momentos, lá me fui erguendo.

Aqui sentada, procurei os meus amigos filósofos e fiquei a ouvir um.

Há uma ano atrás, Séneca foi meu companheiro na compreensão da “Ira”, hoje, encontrei Montaigne que me fez uma festinha na auto estima.

Desejo que a minha filha tenha um Filósofo como Professor.

Anúncios

4 thoughts on “Le Grand Montaigne

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s