Cantaria

 

Despida de medos
Cantaria em ti
Flores de verdade nasciam em mim

Doçura de Inverno
Intensa brancura
Vozes sinuosas
Gritando loucura

Anjos negros
Quebrando silêncios
Cantam rumos por traçar
Mistérios por desvendar

Em sonhos voaria
Em voo cantaria
Perdida correria
E a mim voltaria

Despida de medos
Cantaria assim
Cores de saudade perdidas por ti

Em manhãs
De sol eterno
Cantaria livre assim
Cantaria livre p’ra mim

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s