lá fora

Vejo as folhas, lá fora, através da janela, correndo pelo ar, desalmadamente, à altura das árvores mais altas. Imagino que desejam novamente o seu lugar ocupado no verão, “naquela” árvore que se desprendeu delas, tal como uma mãe, um pai deixa ir o filho construir a sua vida depois de o ter ajudado a criar as suas raizes.

Deixei de ver as folhas lá fora, correndo pelo ar, desalmadamente… Provávelmente já encontraram um local para repousar, abrigadas deste vento, o mesmo que as levou até lá.

Com o passar dos dias, misturar-se-ão com a vida que vive nesta terra molhada, quem sabe, darão alimento a alguma semente que ali aterre e, na próxima primavera, talvez voltem a viver suspensas no ramo de uma árvore que venha a nascer naquele lugar.

4 thoughts on “lá fora

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s