Gritar

Gritamos para reagir a um susto, para exclamar de alegria, para nos soltarmos no alto de uma serra abrindo os braços e olhando para o céu, para expressarmos a nossa tristeza, a nossa angústia; para “acordar” alguém fora de controlo, acalmando-o; para expressarmos a nossa revolta perante uma injustiça. O nosso dom para gritar tem uma ligação ao bem estar. A sua essência vive no coração.

No entanto ele é utilizado de uma forma mental. Grita-se quando alguém não faz o que mandamos. Quando alguém tem uma opinião diferente. Quando alguém se mete à frente numa fila.

Os políticos, gritam uns com os outros e depois riem-se…isto para mim revela o caos!

Insulta-se com gritos.

Fala-se mais alto para se ser ouvido! mas é tão alto, tão alto que a capacidade para ouvir nem sequer tem hipótese de nascer, pois as palavras ficam lá longe, fora do alcance dos ouvintes.

Talvez este meu desabafo seja um grito

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s