outra carta escrita

Partilho convosco uma outra carta escrita para Portugal. Esta, carregada de emoções enraizadas no coração de Portalegre.

“Querido Portugal

Desculpa esta forma atabalhoada e algo ultrapassada com que me dirijo a ti. Poderia ter usado o Face ou o email, nesta realidade cada vez mais virtual mas que nos afasta da essência e aquilo que te quero dizer é demasiado íntimo para circular nesses meios tão impessoais.

Temos vivido um inverno triste e rigoroso com muito frio e intensa chuva – é como se os elementos da Natureza fossem cúmplices do desalento vivido – e se olharmos à nossa volta não podemos ignorar quanto ela tem sofrido com a nossa loucura colectiva. Bem sabemos quanto o escuro inverno é necessário neste ciclo contínuo do universo …são precisas as suas sombras para dar lugar à vibrante primavera! Mas até esta se mostra envergonhada, ora desvelando-se em tímidos trejeitos solarengos, ora torcendo a face em baças e nebulosas caretas.

Sim, a Natureza é um espectáculo grandioso mas também um lar do qual nos afastamos. Talvez por isso o vento uive, quase como um grito e o ceu pareça desabar em estridentes trovoadas.

Que tempos estes que vivemos, onde os jovens são obrigados a partir, deixando para trás as suas raízes, a sua cultura, a sua família. O humano dilema da diáspora, sempre vivido pelos portugueses…partir ou ficar?
Queremos tanto ficar… contra a razão, os nossos sentidos dizem “fica, fica”. Porque te amamos Portugal.

Amamos-te no aroma inebriante dos frutos silvestres e das ervas aromáticas, dos cheiros acolhedores da lareira acesa no inverno e da ardente seara durante o estio.
Amamos o azul indescritível do teu céu e as cores da sua aurora ou do pôr-do-sol não têm par. São dádivas que acalentam a esperança.
Amamos a luminosidade, a claridade que nos incita a afirmar o que há de Bom e Belo, em ti, num “sim” sentido, de alma e coração.

Sonhando que algo de belo aconteça, apenas podemos repetir, com a sensibilidade dos poetas, “pelo sonho é que vamos” pois” o sonho comanda a vida”. É isto a vida- um “caminho que se faz caminhando”.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s