verdes são os campos no verão

Hoje fui a Beja, cidade quente do baixo Alentejo. No caminho até lá reparei nas diferenças na paisagem. Antes, nesta altura do ano, os campos eram amarelos, da cor do sol. Hoje são verdes graças à água da Barragem do Alqueva, a água que os rega. Muito milho e muitas vinhas.

Mas o que eu gosto mesmo é da imagem que guardo da infância: os campos de searas sem fim, os banhos nos rios e nas ribeiras, os únicos locais onde cheirava a água e estas vozes masculinas que cantavam ao fim do dia ou à noite. Falo de Safara. Foi aqui que eu aprendi a gostar de gaspacho. Quem é que não aprecia um prato de gaspacho num dia quentíssimo de Verão?!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s