A Casa

A Casa, a certa altura começou a despir-se da sua capa. Ela apaixonou-se pelo Tempo e ele despiu-a cuidadosamente.
Ela mostra a sua história através das cores.

A cor da sua criação foi ocre vermelho, a sua pré-história
A cor adulta, o ocre amarelo que simboliza a Deusa Mãe
Azul e Branco, as cores que vestiu nos seus últimos 20 anos, as cores que uniformizam as casas alentejanas. Ela mostrou a sua rebeldia. Não quer ser uniforme.

SONY DSC

4 thoughts on “A Casa

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s