Eu tenho um sonho

o meu país está no caminho. Aos tropeções, mas no caminho

Palavras Soltas

Eu sonhei que não havia partidos.
Nesse sonho vi um puzzle. Vi um puzzle redondo, verde, castanho e azul.
O azul reflectia o infinito dos sonhos e, o verde, semeava esperança num castanho fértil.
Os homens e as mulheres que antes se opunham, de uns partidos para os outros, gritando e criticando longe uns dos outros, quando foram empurrados uns para os outros por uma onda especial não souberam o que fazer. Depois de alguma confusão descobriram que até era bom estarem próximos e deixaram de sentir a necessidade de bramar, declamar, forçar. Pela primeira vez, ouviram-se e confiaram. Juntaram-se aos outros caminhantes que já tinham iniciado uma viagem à volta do mundo para apreciar o azul, o verde e o castanho. Leram as mensagens daquelas cores e contagiaram-se partilhando sonhos e esperança.
Estavam eles plantando os sonhos e a esperança encontrados quando eu acordei!

View original post

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s